21 de jul de 2010

Ciumes.


Segundo o dicionário, ciúme é uma inquietação mental causada por receio ou suspeita de rivalidade no amor ou em outra aspiração. Talvez seja muito mais que isso. Acho que uma ótima pessoa pra explicar o que é ciúmes é uma pessoa muito ciumenta, e encontrei a pessoa perfeita, lhes apresento o ciúmes em pessoa, eu mesma. É amigos e amigas, eu sou muito mais que uma simples ciumenta, eu sou uma doente. Uma pessoa que sente ciumes de tudo, de objetos, de pessoas, de sentimentos, de opiniões, e muito mais que não lembro. Eu não sei explicar esse ciúmes doentio que sinto, esse medo terrível de perder, não sei se foi algo na minha infância conturbada, se foi algo na minha adolescencia, ou se é genético e já veio comigo desde o nascimento. Tenho que dizer que é um dos sentimentos que mais me aborrece, porque ele é quem me causa a pior sensação que posso sentir, ele me faz ser insegura, me faz sentir raiva de mim, me faz me sentir um lixo, um trapo que ninguém quer. Acho que são poucas pessoas que sabem como sou ciumenta de verdade, talvez sejam poucas pessoas da família, e talvez menos amigos ainda. Eu tento controlar, eu tento esconder, mas a única coisa que consigo é só um sentimento de raiva, ou sei lá ainda não posso defini-lo, é uma mistura de raiva, insegurança, medo, tristeza, é algo muito ruim. Nunca me disseram que esse ciume, podia ser tão ruim, nunca me ensinaram a não ser ciumenta, a mas não posso culpar ninguém, só esse maldito ciúme bobo, infantil e muita das vezes sem motivos nenhum, diz se isso não causa indignação ?! Quem sabe um dia de tanto conviver com esse maldito ciúme aprenda a controla-lo, e aprenda a lidar com ele pra não afastar mais gente que gosto, seria um presente pra mim. Talvez ninguém possa me ajudar realmente, então vou seguir como sempre e encontrar uma solução sozinha pra esse meu ciúme de tudo que já se torna doença.

7 comentários:

Yeruska Thobila disse...

Nossa! Vc tocou em um assunto, que até hoje não tive coragem de tocar no meu Blog. E ainda nao postei nada a respeito, nao é por nao viver o ciume, é justamente pq eu sou dominada por ele... Mas, com meus 22 anos, ja deu pra viver um pouquinho, e perceber que ciúmes, como vc mesma disse, só traz insegurança e coisas ruins....o jeito é tentar se amar mais...e perceber que na verdade nao temos nada a perder...^^

Rodrigo disse...

Ahh bia, você disse tudo.
Sem querer me comparar a você, mas já comparando... eu acho que também sou meio ciumento. Ciúmes de tudo, roupas, músicas, programas de tv, coisas inúteis e principalmente, ciúmes de pessoas.
É chato isso, e às vezes realmente nos deixa pra baixo. Essa insegurança alimenta a ideia de que não somos o suficiente pra alguém e aumenta o medo de perder quem tanto amamos.

Anny Karolinny disse...

Poxa Bia, o pior é que mesmo escondido e bem preso, esse ciúmes invade a cada um de nós. Em alguns, como no seu caso, de uma forma mais forte, em outros, mais leve, ou eles conseguem esconder de uma boa forma, sei lá. É muito ruim isso, sei como é ter ciúmes de amigos, parentes, coisas... porque são importantes, amamos ou não queremos perder.

AyméeLucaSs disse...

Oi Bianca, eu atraves de outros blogs encontrei o seu e gosto muito de ler seus textos, e este do ciume nossa!

Eu lia e parecia comigo, pois sou assim desde criança, e o que tenho a dizer do final do seu texto que a gente consegue sim controla-lo um pouco quando a gente começa a ter consciencia que ele existe! Mas nao acaba, sempre exiistera!

Muitos me chamavam de egoista, mas nao era. Era apenas uma que tinha ciume de tudo que me pertencia.
Uma vez minha mae estragou uma meia de lurex que eu achava linda, e eu chorei por perde-la, pode?
Eu tinha ciumes de uma meia!

Olha eu gostei tanto de seu blog que te dedico um selo. Tem um selo pra você no meu blog. Pega lá!

Bianca fernandes disse...

[aaaa] ainda bem que não sou a única super ciumenta, me diziam as mesmas coisas que era egoísta e mais um bucado de coisa, mas no fundo eu só queria cuidar ... uma vez chorei porque minha tia deu um sapato meu ...

Fernanda Silvério *-* disse...

o ciumes ele pode ser estrapolado ' ou um ciuminho simples, pois que ama senti ciumes ' só que cada coisa tem o seu limite ' eu gostei desse tema, e na minha opinião o ciumes não é tão ruim, quando não passa do limite ' .

amei aqui, vou estar sempre seguindo .
http://fersilverio.blogspot.com/
obg por visitar o meu blog, vc é bem vinda lá '

Renata Cundari disse...

Olha só, eu estava passando por aqui "desapercebida" e lendo seus textos, mas com uma preguiça enooorme de comentar. Ai vi ali do ladinho o titulo "Ciumes" e não resisti. Cliquei no link e li o texto. E posso dizer que sou nova e talz.. tenho 20 anos, mas sofre disso desde criança. Então no meu caso, acho que nasceu comigo.
Eu sempre tive ciumes de tudo, de roupa, de gente, de brinquedo, de primo, de irmã, pai, mãe, cachorro, namorado, controle de tv.. Enfim é meu é meu, tá na minha mão é na minha mão que tem que ficar.

E olha soó, hoje eu posso dizer que sou controlada e que o ciumes já não me faz tão mal.
Depois de anos e anos me desgastando com brigas inúteis e choros desesperados de medo de perder, eu finalmente me dei conta que mesmo que eu chore, grite e esperneie quem quiser fazer algo que me fere ou sei lá, vai fazer comigo gritando ou não. Então o melhor a fazer, é tentar respirar na hora que o ciumes apertar e dizer pra ele você não pode ser maior que eu. você é só um sentimento e eu sou a pessoa inteira.

E olha soó, isso resolve =D

belo texto e você como sempre disse tudo =D

Postar um comentário